fbpx
Dia Mundial da Visão fomenta discussão sobre a saúde ocular

Dia Mundial da Visão fomenta discussão sobre a saúde ocular

Confira a matéria realizada com a Dra. Keila Monteiro de Carvalho, secretária Geral do Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

Realizado anualmente na segunda quinta-feira do mês de outubro, o Dia Mundial da Visão tem como objetivo promover o diálogo sobre cuidados com a saúde ocular. A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que entre 40 e 45 milhões de pessoas no mundo são cegas, e outras 135 milhões sofrem limitações visuais. Segundo os dados do Censo 2010, existem mais de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual no Brasil, sendo aproximadamente 500 mil cegos e 6 milhões com baixa visão. De acordo com os dados do World Report on Disability 2010 e do Vision 2020, a cada 5 segundos, 1 pessoa se torna cega no mundo, sendo que 90% dos casos ocorrem nos países emergentes e subdesenvolvidos.

Para esclarecer algumas dúvidas sobre a saúde dos olhos, entrevistamos a professora titular de oftalmologia FCM/Unicamp e secretária Geral do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Keila Monteiro de Carvalho.

  1. O que é a deficiência visual?

Dra. Keila: A deficiência visual é a perda total ou parcial da visão. Na cegueira há perda total da visão ou pouquíssima capacidade de enxergar (5% ou menos de visão), enquanto a baixa visão, ou visão subnormal, caracteriza-se por apresentar 30% ou menos de visão no melhor olho, após todos os tratamentos clínicos, cirúrgicos e óculos comuns.

  1. Quais as maiores causas da deficiência visual no Brasil durante a infância e idade adulta?

Dra. Keila: As causas da deficiência visual podem ser congênitas ou adquiridas. Na infância, as principais razões são: catarata congênita, glaucoma congênito, toxoplasmose ocular congênita, retinopatia da prematuridade, rubéola e albinismo óculo cutâneo. Já na idade adulta as causas, em geral, são: glaucoma, retinopatia diabética, atrofia do nervo ótico, retinose pigmentar e Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI).

  1. Por que é tão importante a consulta e avaliação oftalmológica? Qual a periodicidade deste acompanhamento?

Dra. Keila: A OMS aponta que 80% dos casos de deficiência visual poderiam ser evitados se houvesse prevenção ou tratamento. A avaliação oftalmológica permite a detecção de problemas, o diagnóstico e a indicação do tratamento adequado para a garantia da saúde ocular. Ao menos uma vez ao ano, mesmo sem a manifestação de sinais, é importante realizar uma consulta.

  1. Quais as características ou sinais em recém-nascidos que indicam algum tipo de deficiência visual? Todo recém-nascido deve fazer um exame oftalmológico?

Dra. Keila: Se os pais observam que o bebê não dá atenção ou não responde com sorrisos aos estímulos visuais, é aconselhável ir a um oftalmologista que irá realizar testes específicos de visão. Nas primeiras 12 horas de vida de um bebê, é feita uma triagem dos problemas oftalmológicos, o popular “Teste do Olhinho”, caso seja detectada alguma anormalidade, ele deverá ser encaminhado para exame oftalmológico.

  1. Quais os principais cuidados com a saúde ocular que devemos ter em nosso dia a dia?

Dra. Keila: Alguns cuidados são importantes para a saúde ocular, entre eles:

  • Consultar-se com um médico oftalmologista pelo menos uma vez ao ano;
  • A partir dos 40 anos de idade, medir, anualmente, a pressão intraocular com o objetivo de detectar o glaucoma e realizar um tratamento precoce. Em caso de glaucoma na família, é aconselhável monitorar desde a juventude;
  • Consumir alimentos que auxiliem na saúde dos olhos (vitamina A, C, E, Zinco, Ácidos Graxos e Ômega 3);
  • Evitar os sintomas de vista cansada, causada pelo uso excessivo do celular, computador ou televisão;
  • O hábito de coçar os olhos pode causar danos à estrutura ocular;
  • Exposição prolongada ao sol sem óculos com proteção UVA/UVB pode causar problemas sérios na visão e aumentar a predisposição às doenças oculares;
  • O hábito de fumar pode ser um fator de risco para algumas doenças, como a catarata.

Descrição da imagem: retrato da médica Keila Monteiro de Carvalho. Ela olha para frente e sorri. Fim da descrição.
Keila Monteiro de Carvalho, professora titular de oftalmologia FCM/Unicamp e secretária Geral do Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

fonte: https://www.fundacaodorina.org.br/blog/dia-mundial-da-visao/

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: